Paróquia São Francisco de Assis - Umuarama PR
Notícias das Paróquia
 
08.Jun - “Dízimo é um belo gesto de amor que brota do coração”
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
 “Dízimo é um belo gesto de amor que brota do coração”


O QUE É O DÍZIMO?


O Dízimo é a expressão de fé e de amor. É sinal de gratidão, de devolução a Deus, por meio da Igreja. É partilha consciente porque fazemos do Dízimo uma expressão de nossa comunhão com Deus e com a comunidade, gerando fraternidade. É uma contribuição responsável, mensal.


 


FOI A IGREJA QUEM INVENTOU O DÍZIMO?


Não. O Dízimo nasceu espontaneamente do coração humano , muito antes da Igreja ser instituída por Jesus. Já nos tempos do Antigo Testamento, o dízimo era uma das formas pelo qual o povo honrava a Deus e sustentava a comunidade (Gn 14, 18-20; 28, 20-21; Nm 18, 25-32; Dt 12, 6 11.17; Lv 27, 30-33; Tb 1, 6-8; Mt 3, 8-10).


 


PARA QUE SERVE O DÍZIMO?


Você tem, em sua casa, em sua vida, DESPESAS. A Igreja tem também seus gastos mensais que devem ser assumidos pelo dízimo, em suas 3 dimensões: Religiosa – Social – Missionária.


 


QUEM PODE E DEVE CONTRIBUIR COM O DÍZIMO?


Quem tem fé em Deus e se tornou seu seguidor e seguidora, fazendo parte de sua família, comunidade, a Igreja. Todos portanto, pobres, ricos, crianças, jovens, entendendo o que significa ser Igreja, procurarão expressar sua fé, trabalhando, na família, na sociedade como Igreja a serviço do crescimento do Reino, ofertando a Deus a sua vida e o seu dízimo material. Quem dá o dízimo, mas não participa está tentando “comprar” a Deus com o seu dinheiro. O primeiro Dízimo que Deus quer é a doação da nossa vida, compreendendo a justiça e o amor de Deus sem omitir o dízimo material (Lc 11, 42)


 


QUANTO DEVE-SE DAR DE DÍZIMO?


Sabemos que a palavra dízimo vem de dez; 10% do ganho mensal. Jesus em seus ensinamentos, foi, além dos dez por cento: “Levantando os olhos, Jesus viu pessoas ricas que depositavam ofertas no Tesouro do Templo. Viu também uma viúva pobre que depositou duas pequenas moedas. Entã disse: “Eu garanto a vocês: essa viúva pobre depositou mais do que todos. Pois todos os outros depositaram do que estava sobrando para eles. Mas a viúva, na sua pobreza, depositou tudo o que possuía para viver.” (Ver na Bíblia Lc 21, 1-4). É a conversão da pessoa que vai decidir quanto ela irá dar de dízimo. O dízimo é do tamanho da fé, do amor, do compromisso com o Reino do qual a Igreja é sinal, instrumento. São Paulo já esclarecia: 2Cor 9,7; Cada um dê conforme decidir em seu coração, sem pena ou constrangimento, porque Deus ama quem dá com alegria.


 


 


 


ALGUÉM DA COMUNIDADE ESTÁ DISPENSADO DE CONTRIBUIR COM O DÍZIMO?


Não. Ninguém está dispensado de contribuir com o Dízimo, nem mesmo o Pároco, o Diácono, Catequistas, agentes de pastorais, etc. Todos, sem exceção, devem contribuir, porque já vimos anteriormente: o primeiro Dízimo que Deus quer, é a gente, a nossa doação, no serviço ao Reino, compreendendo a prática da justiça, sem esquecer, porém, a entrega do Dízimo material (Lc 11, 42). E ainda, todos formam a comunidade e são responsáveis por ela.


 


O QUE DEVE FAZER QUEM QUER CONTRIBUIR COM O DÍZIMO?


Decidindo pessoalmente ser dizimista, procure a Secretaria Paroquial ou a Pastoral do Dízimo nos plantões das missas do segundo domingo de cada mês.


Pode procurar também o animador  do dízimo do setor a qual pertence, ou ligar para 3622-6595, manifestando o seu desejo de inscrever-se entre os dizimistas, que um agente da pastoral irá até você. A partir de então o novo dizimista será corresponsável pela Igreja, colaborando assim com a   evangelização.


O PLANTÃO DO DÍZIMO


A nossa paróquia dedica ao dízimo, em especial, o segundo domingo de cada mês. Neste dia, em todas as missas há um casal da pastoral para atender a quem deseja obter informações e também fazer novos cadastros. É importante que o dizimista devolva o seu dízimo também nestas celebrações, assim ele o faz juntamente com os outros irmãos. Um lindo momento de gratidão, de ação de graças pelas bênçãos derramadas por Deus na sua vida. Também pode ser devolvido na secretaria paroquial ou em qualquer outra missa do mês.


 


COMO A IGREJA VAI PRESTAR CONTAS DO DÍZIMO?


A Paróquia presta contas mensalmente de tudo o que foi arrecadado e onde foi aplicado. Os balancetes são afixados na secretaria paroquial e na paróquia, com a prestação de contas do mês anterior.


 


O DÍZIMO É UMA FONTE DE BÊNÇÃO


Porque tudo o que é feito com amor e por amor agrada a Deus. Deus não se vende por qualquer outra oferta. Ele se dá por inteiro, e sempre. Quem não acolhe de forma suficiente somos nós. O Dízimo é antes de tudo um caminho de conversão. Ao partilhar eu me transformo, superando o egoísmo. E quem vence o egoísmo, acolhe com mais facilidade a Deus e às suas bênçãos.


Então, se você ainda não é um dizimista participe desta experiência de fé e preencha o seu cadastro de DIZIMISTA.  Paz e Bem!



Fonte: Zoraide Xavier

Indique a um amigo
 

Eventos

 

Contato

 
 

4436226595   contato@matrizsaofrancisco.com.br
Rua Cambé 4240

Paróquia São Francisco de Assis - Umuarama PR